Rui Nogueira

Follow

Empreendedor, Blogger e Co-Founder na Eddisrupt

4 Jun 2018

Coding Bootcamp | Ok, mas porquê?

coding bootcamp

Já muito se tem ouvido falar de bootcamps de código ou cursos de programação intensivos. Mas em que é que eles ajudam mesmo? Acima de tudo, quanto é que se ganha num emprego depois de um Bootcamp?

Neste artigo vais descobrir a resposta a estas perguntas e a muitas outras. Aqui encontras tudo o que precisas de saber para decidir se um bootcamp de programação é realmente bom para ti.

O que é um Bootcamp

Originalmente, um Bootcamp era um curso militar intensivo. Nesses cursos, 12 semanas chegavam para transformar pessoas em verdadeiras máquinas, prontas para o que viesse.

Os resultados deste tipo de curso intensivo foram bastante positivos e foi possível perceber que dava para utilizar o mesmo modelo noutras áreas. É aqui que entram os Coding Bootcamp.

De onde veio esta coisa dos Coding Bootcamp

coding bootcamp

Este tipo de curso de programação intensivo nasceu em 2011 nos EUA. Pouco tempo depois da crise de 2008/2009.

O motivo foi simples: era preciso dar um boost gigantesco na área das tecnologias e não se estava a conseguir dar esse empurrão atempadamente. Tal como hoje, havia falta de pessoal a saber programar e muito desemprego.

Com este cenário, os Coding Bootcamps nasceram para permitir formar pessoas num curto espaço de tempo. Para isso, recorreu-se a um curso curto mas bastante intensivo.

Vagas de emprego

Em 2015 havia já 10 mil vagas para profissionais na área das tecnologias. Que alterações ocorreram até 2018? Bem, o desemprego anda pelos mesmas números e há ainda mais vagas de emprego na área das tecnologias.

A Comissão Europeia estima que, até 2020, 900 mil dos postos de trabalho por preencher na UE sejam relacionados com as tecnologias. Resultado: quem souber como dominar as linguagens de programação ou os frameworks mais procurados (Java, C++, Ruby, SQL, .Net, Javascript) tem grandes probabilidades de garantir um emprego – e também um bom salário.

Agora, algo ainda mais interessante: até 2020, calcula-se que a necessidade por estes “mágicos” continue a crescer e que, em Portugal, deverá ser necessário 111 mil profissionais na área da tecnologia.

Contudo o mercado nacional só deverá ter como oferta algo em torno dos 95 mil. Isto significa que os mais de 1.000 licenciados que saem todos os anos das universidades e politécnicos nacionais que advém de cursos de informática, eletrotécnica e afins, não deverão ser suficientes para “alimentar” as necessidades do setor das tecnologias.

Mas Bootcamps funcionam?

coding bootcamp

Muitas são as pessoas que acreditam. Só para teres uma ideia mais concreta, vamos dar-te uns números.

Nos EUA, em 2015, houve 6000 pessoas a serem formadas como programadores através de um coding bootcamp. No ano seguinte, esse número subiu para 16.000 pessoas.

Para além disso, o mercado aparentemente também acredita. Cerca de 73% das pessoas que entram em Bootcamps saem empregadas. O mais interessante disto é que nem todas as pessoas que entram num Bootcamp tem o intuito de encontrar emprego na área. Por isso, estes 73% podem subir facilmente.

Vantagens de fazer um Bootcamp de programação

Para pessoas que já sabem programar

Se estás numa licenciatura nas áreas de engenharias e te perguntas Como é que um Bootcamp te Acrescenta Valor, descansa. Nós respondemos a isso.

Tendo por base o 4º estudo feito pelo Course Report, que teve como fonte cerca de 73 Coding Bootcamps e 1.450 participantes dos mesmos.

Foi possível perceber que houve uma forte evidência de crescimento no 1º emprego depois de fazerem o coding bootcamp.

Vantagens de fazer um Bootcamp de programação Para além da parte financeira receber um boost, as tuas skills também vão aumentar. Se já estás a trabalhar na área, possivelmente fizeste uma licenciatura na área das engenharias.

Talvez tenhas tido pouca parte prática, talvez te tenham transmitido uma visão um tanto desatualizada das necessidades/estado do mercado.

Num Bootcamp vais certamente aprender as tecnologias mais recentes, as últimas práticas de determinadas linguagens, aumentar o teu portfólio, expandir o teu networking, entre muitos outros pontos.

Para pessoas que não sabem programar

Como deves calcular, a 1ª vantagem é aprenderes a programar, ainda por cima através de uma abordagem muito prática. Vais estar a ter uma orientação desde o início para as reais necessidades do mercado, criar um portfólio de raiz e expandir o teu networking, etc.

Estudar sozinho VS Formação académica VS Bootcamp de programação

Estudar Sozinho


Muitos programadores de sucesso aprenderam tudo sozinhos. Movidos pelos seus interesses naturais, mexem e “partem” códigos de outras pessoas e aprendem “On The Job”. Criam horários de estudo, recorrem a cursos online, etc.

Os benefícios desta abordagem são óbvios. Custo zero (ou quase) e a flexibilidade de horários. Agora, verdade seja dita, este “custo zero” pode sair muito caro.

Para além da gigantesca disciplina que se tem de ter, a respectiva pessoa necessita de possuir uma capacidade avassaladora e um espírito estoico de outro mundo. Os motivos são simples.

1º - a pessoa vai consumir imensas horas a quebrar código e a tentar perceber como é que aquilo tudo se encaixa.

2º - quando estiver à procura de soluções, possivelmente vai encontrar várias, o que leva a outra pesquisa. Ou seja, dessas soluções encontradas qual a melhor ao certo e porquê? Depois vai reparar que há imensos debates do que é melhor e pior, e por aí fora.

3º - vai ter de ser capaz de criar o seu currículo sozinho. Por outras palavras, saber o que é que lhe convém mais, Java, Python, Ruby, JavaScript, Go, .NET, etc. Claro que ainda terá de escolher quais as melhores frameworks para os seus objectivos…

Depois de saber “tudo” vem a questão de arranjar emprego. Se não há nenhum tipo de treino formal, como vai “assegurar” minimamente que sabe fazer as coisas? A não ser que essa pessoa tenha uma forma sólida e convincente de provar as suas habilidades e experiência, o mais provável é ter mais essa barreira para derrubar.

Formação académica


Uma formação em ciência da computação vai dar uma fundação mais ampla e abrir portas de trabalho. Será algo útil quando os empregadores estiverem à procura de candidatos com credenciais.

Contudo, 3-6 anos é bastante tempo e uma licenciatura na área pode ser algo dispendioso. Ainda para mais se já se for licenciado em alguma outra área.

Para além de tudo isso, nem todas as pessoas têm interesse em ter uma visão tão ampla na área das “ciências computacionais” de imediato.

Há pessoas que preferem começar uma carreira o mais cedo possível com um papel particular de programação e indo ganhando experiência. E então, à medida do necessário e da interação das necessidades do mercado, expandir os seus conhecimentos na área.

Para este tipo de pessoas, o ensino tradicional pode parecer um exagero ou uma perda de tempo.

Bootcamp de programação


Esta é uma opção que alicia cada vez mais pessoas. Podes pensar nestes tipo de curso de programação como sendo uma mistura das 2 opções anteriores.

Esta abordagem oferece uma educação muito mais focada em programação na prática e reduz a teórica apenas ao essencial .

Hoje em dia há várias modalidades de Bootcamp. Há os fulltime, que são completamente imersivos e que obrigam a uma dedicação exclusiva.

Nem todas as pessoas podem adotar esta abordagem. Umas porque estudam e outras porque trabalham. Mas fica descansado, agora já há soluções mais flexíveis.

O nosso Bootcamp de Programação foi criado a pensar nas pessoas com um horário pouco flexível durante a semana. Pessoas como estudantes universitários ou trabalhadores.

Por fim, vais conhecer pessoas de vários background diferentes que se juntam pelo prazer de aprender as “artes mágicas” do código e fazer parte de uma comunidade cada vez maior, constituída por pessoas cheias de vontade de adquirir novas habilidades.

Tudo muito giro. Mas eu vou conseguir um emprego depois de um Coding Bootcamp?

Mais uma vez, tendo por base o estudo feito pelo Course Report, a grande maioria dos graduados encontrou um emprego full-time e cerca de 80% afirmou que conseguiram a vaga por causa das technical skills aprendidas no respectivo curso de programação intensivo.

um emprego depois de um Coding Bootcamp

Quanto é que se ganha afinal?

Ainda há mais: segundo esse mesmo estudo, o salário inicial médio de um graduado de bootcamp é de 70.698$ (que, em euros, são 59.477€ por ano). Mas atenção, isto são valores americanos. Contudo, dá para ver que se ganha uns trocos valentes como developer.

Quanto é que se ganha

Depois do Coding Bootcamp posso ser o quê?

Epá… Podes ser muita coisa. Uma coisa é certa: Se tudo tiver corrido bem, certamente que nessa altura és um “Fucking Coder” que deixará qualquer Jedi envergonhado a um canto.

Mas tendo por base o estudo do Course Report mais uma vez, o mais comum é ires para uma empresa trabalhar com o título de “Software Engineer”. Contudo, há outras opções como as que são demonstradas na tabela abaixo.

Depois do Coding Bootcamp

Quanto tempo demoro a encontrar emprego?

Pelo que o estudo prova, 33% dos participantes encontram emprego em menos de 1 mês.

Quanto tempo demoro a encontrar emprego Um ponto interessante que eles descobriram é que pessoas a dominar Javascript “are 38% more likely to be employed”. Algo importante a ter em conta na hora de escolher o Coding Bootcamp.

Sem tretas, o que é que um Bootcamp de Programação dá?

Ora aqui está um tipo de pergunta de que gostamos na Eddisrupt e que eu, especialmente, adoro. Ora bem, vamos a isto.

Prática até doer (e mais além)

A melhor forma de se aprender algo é fazer. Sim, a teoria é importante, mas nós acreditamos que a teoria é o auxiliar da prática e não o contrário.

Ou seja, cerca de 20% é teoria ( não somos neandertais, né?!) e 80% prática. Ou seja, logo no 1º dia deves sair do Bootcamp a saber criar algo. Atenção: eu disse “a criar algo” não disse a “criar o Facebook ou o site da Airbnb”.

Mentoria e feedbacks

Nesta abordagem, os professores são mais mentores. Qual é a diferença? Simples. Tradicionalmente, um professor debita informação enquanto que um mentor orienta a informação. Ou seja, é praticado mais o estímulo pelo raciocínio crítico e a “demanda pelo conhecimento”.

Num curso de programação como este, o participante/aluno tem a oportunidade de receber feedback constantemente. Isso faz toda a diferença no momento de aprendizagem. Com esse feedback, o participante tem a capacidade de aprender a uma velocidade bastante mais elevada do que se estivesse sozinho.

Percurso personalizado

Todas as pessoas sabem que há mais do que uma forma de resolver o mesmo problema. Por isso, nos Bootcamps, tens espaço para colocar isso em prática. Desde que resolvas os problemas de forma eficiente, estás à vontade para inventar. Aliás, és incentivado a isso! Cada aluno tem a chance de se desafiar de acordo com sua vontade e habilidade.

Resolução de problemas

No mercado de trabalho vai acontecer muita “treta”. Vão aparecer problemas que nunca imaginaste, vais ter de responder a questões/dilemas para os quais não tens resposta imediata, entre outras tantas aventuras…

Por isso, mais importante do que saber a tecnologia “A” ou “B”, é necessário saberes resolver problemas! Como já foi dito, nos Bootcamps, os professores são mentores. Ou seja, são mais como um facilitador do que como o detentor absoluto de todo o conhecimento do universo.

Muitas vezes, os alunos vão estar lado a lado com o professor em busca de uma resposta para um desafio novo. Isso reverte-se num ensinamento/capacidade muito valiosa, “saber resolver problemas”.

Como resultado, o aluno sai do bootcamp com um elevadíssimo nível de autonomia, com a confiança de que tem os conhecimentos necessários para resolver quaisquer desafios que apareçam pela frente.

Portfólio

Algo que por vezes é “esquecido” em prol de ter a melhor nota da turma e arredores. Em muitas instituições de ensino, incentiva-se uma pessoa a ser o melhor aluno. Ou seja, “sacar” as notas mais altas. Como consequência, a parte prática fica um pouco para trás e o portfólio fica meio “esquecido”.

Num Bootcamp de Programação, a pessoa é a “melhor da turma” consoante os problemas que resolve, os projectos que cria. Ou seja, é avaliada acima de tudo a parte de implementação.

Networking

Sim, há áreas em que o Networking é mais importante do que outras. Mas se achas que não é importante ter uma boa rede de contactos porque a taxa de desemprego nesta área é praticamente nula, poderás estar a cometer um erro...

Uma coisa é um trabalho, outra coisa é um emprego. Um local onde te dá prazer ir todos os dias e no qual te sentes uma peça indispensável. Um local que sabes que o teu trabalho é importante e que causa impacto. Por outras palavras, um local onde te sentes valorizado/a.

Para encontrares um local como esse, vais ver que o Networking é algo super importante. Uma das melhores formas de obteres essa rede de contatos é através de um Curso de Programação do tipo Coding Bootcamp.

Como é que sei qual o bootcamp de programação certo para mim?

Quanto tempo demoro a encontrar emprego

Primeiro que tudo, um Coding Bootcamp não é para “maçaricos”. Ou seja, pessoas que querem levar o computador a passear mais vale ficarem em casa a ver séries, ou assim.

Um Coding Bootcamp é algo sério e intensivo. Mesmo o nosso Bootcamp que foi criado num modelo misto e feito a pensar nas pessoas com um horário pouco flexível, como estudantes universitários e trabalhadores, requer muitas horas de dedicação, esforço e trabalho.

Os bootcamps são feitos para pessoas pró-ativas, sedentas de conhecimento e com um espírito “hustle”. Não para alguém que espera que lhe metam o conhecimento pela cabeça a dentro.

De forma simples, a pessoa ideal para se candidatar a um curso de programação deste género, provavelmente. terá as seguintes características:



É recomendado que quando se começa um bootcamp já se tenha umas luzes do que é código. Ou seja, que não se esteja a ver código pela primeira vez quando entram no Bootcamp.

Se não possuis qualquer ideia de código, é bem pensado fazeres uns cursos online gratuitos. Tens o nosso curso de programação gratuito, existe também o Free Code Camp (algo bastante bom), o CodeAcademy, etc

Quanto custa um bootcamp de programação?

A maioria dos Coding Bootcamps têm um preço um tanto elevado. Andam entre os 2500€ e os 6000€ e, claro, uma entrega exclusiva ao Bootcamp durante o seu decorrer, o que torna a vida difícil para estudantes e outras pessoas no geral.

Por isso mesmo é que nós, Eddisrupt, existimos. Nós temos a missão de democratizar a criação tecnológica e desenvolver novas soluções de ensino. Como tal, o nosso Bootcamp está disponível por 990 €, o que dá 165 € mês.

Quanto tempo demora um Bootcamp e o que aprendo lá?

Quanto tempo demoro a encontrar emprego

Tens algumas opções. Contudo, através de nós, ao investires 24 semanas sais um FullStack JavaScript Developer. Ou seja, tanto andas no Front-end como no Back-end. Sim claro, também vais aprender as bases de React.js.

Bootcamp da Eddisrupt

Como já foi dito anteriormente, o nosso Bootcamp foi criado a pensar em pessoas com um horário pouco flexível durante a semana. Por isso, criámos o nosso curso de programação, num modelo misto.

Durante 24 semanas, todos os sábados, os participantes têm aulas presenciais das 13h às 19h. Ao longo da semana, para consolidar os conhecimentos, os estudantes têm exercícios para resolver. Eles contam com um apoio de praticamente 24h disponível para os ajudar/orientar dos mentores e professores.

Agora é decidir


Agora que deténs praticamente toda a informação necessária sobre o que é um Coding Bootcamp, podes decidir se isto é para ti. Algo interessante de se saber é o nível de satisfação dos participantes, segundo o estudo do Course Report. Este nível de satisfação é de 8.3/10.

Agora, está nas tuas mãos. Estás a um clique de distância de descobrir o “super saiyan” que há em ti!


Bootcamp Programação

Full-Stack Developer

Lisboa | 1 Março 2019

Depois de fazeres o nosso bootcamp de programação um jedi ao pé de ti será uma criança! Descobre como em 24 semanas podes tornar um full stack developer.

Bootcamp Programação
Fullstack Developer

Lisboa | 1 Março 2019

Depois de fazeres o nosso curso de programação um jedi ao pé de ti será uma criança! Descobre como em 24 semanas te tornas um full stack developer.

saber mais